em Arquitetura, Construção - Tempo de leitura: 3 minutos

É chamada de ventilação cruzada a ventilação que entra por um lado e sai por outro, quando há aberturas em diferentes paredes. Essa ventilação é a mais eficiente, já que elimina o ar quente e faz o ar fresco circular. 

Esse tipo de sistema é indicado em zonas climáticas com temperaturas elevadas e pode diminuir consideravelmente a temperatura interna. Quer saber como aplicá-la em seu projeto? Continue a leitura do artigo!

 

Benefícios da ventilação cruzada

Além da ventilação cruzada tornar a casa mais refrescante, ela possibilita que você dispense o uso do ar condicionado e sistemas de ventilação, reduzindo o consumo de energia elétrica. Além disso, o ar se mantém mais higienizado, pois está sempre sendo renovado e o ambiente fica mais natural e aconchegante.

Para pessoas com problemas respiratórios que não podem morar em ambientes com sistemas artificiais de climatização, esse tipo de ventilação é a opção ideal. Ela também pode servir como uma “carta na manga” para quem deseja construir casas para vender, pois pode ser um argumento de venda e valorização do imóvel.

Pode observar que casas que são construídas para ocupar todo o terreno, sem recuo nas laterais e com abertura na fachada de frente para a rua acaba não obtendo uma boa ventilação natural. 

Relacionados:

 

Ventilação cruzada horizontal x vertical

A ventilação cruzada pode ocorrer tanto na horizontal, como na vertical. Quando ela está na vertical, significa que tem aberturas em alturas diferentes, o que é vantajoso, já que o vento refrescante entra pela janela baixa e o ar quente, que tende a subir, é liberado pela janela de cima.

O efeito é ainda mais potencializado quando as aberturas estão desalinhadas, pois o vento passa em diagonal, abrangendo uma área maior no ambiente. No entanto, é importante analisar o sentido dos ventos.

Isso porque, para refrescar de verdade, o vento tem que bater primeiro na janela mais baixa e depois seguir para a janela mais alta. Se ocorrer o oposto e o vento chegar pela janela mais alta, o ambiente ficará ainda mais quente, pois receberá o vento quente está próximo ao telhado.

 

 

Atente-se às barreiras

Além do posicionamento das aberturas, é importante considerar as barreiras. As paredes centrais podem agir como obstáculos, interferindo na circulação do vento e, por isso, é preciso pensar em elementos construtivos que solucionem esse problema. Um exemplo é a utilização de elementos vazados no lugar da alvenaria. 

Até mesmo móveis maiores na frente das aberturas podem dificultar a passagem de ar e, por isso, devem ser colocados estrategicamente para que não atrapalhem nem a iluminação, nem a ventilação.

 

Dicas para uma boa ventilação cruzada

Além das características citadas acima, algumas ações também podem ajudar a ter uma ventilação cruzada mais eficiente, veja:

  • utilize janelas grandes para aumentar ainda mais a circulação de vento;
  • crie uma corrente de ar com uma janela de um lado e uma porta ou outra janela do outro;
  • se deseja mais privacidade, opte por janelas com bandeiras superiores (basculante), com abertura opcional ou venezianas;
  • também é possível usar portas com bandeiras ou aberturas de ventilação;
  • portas com bandeiras superiores ou vãos acima das portas pode proporcionar a circulação do ar, sem abrir mão da privacidade;
  • utilize a ventilação cruzada com outras soluções que reduzam a incidência solar dentro da casa.

Viu como a ventilação cruzada pode beneficiar muito a construção do seu imóvel? Ela deve ser pensada já na fase do projeto de construção, pois assim fica mais fácil obter os materiais certos e instalá-los em pontos estratégicos para uma boa circulação de ar.

Quer mais dicas de arquitetura para a sua casa ficar incrível? Confira também o nosso artigo e saiba como escolher o tipo de telhado ideal!

Comentários
Posts Recentes
OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO?
Bons negócios começam com uma boa conversa. O que você procura?
RESIDENCIALCOMERCIALINVESTIR

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar