em Arquitetura, Decoração - Tempo de leitura: 3 minutos

Mudar-se para um novo imóvel sempre gera ansiedade e expectativa, não é mesmo? Para a família é uma nova fase e, muitas vezes, significa a conquista de um espaço que contribuirá na qualidade de vida.

Mas, independentemente do número de vezes que você já tenha realizado uma mudança é importante saber o que está envolvido nesse processo, como organização de móveis, caixas e documentos.

Selecionamos 6 dicas para você organizar uma mudança residencial sem estresse e dores de cabeça. Acompanhe!

 

1 – Organize o empacotamento dos objetos

mudança residencial

O primeiro passo em uma mudança residencial é a organização de caixas e pacotes em que serão colocados os objetos pessoais.

Essa etapa é também bastante cansativa e exige cuidado para que nenhum item seja embalado de forma incorreta, especialmente aqueles mais frágeis que podem ser quebrados ou danificados.

Por isso, reúna diversas caixas de papelão para ajudá-lo na organização. Peça para amigos e familiares ou, até mesmo, consulte se há caixas disponíveis em supermercados ou comércio.

Feito isso, comece a separar tudo o que será levado para o novo imóvel e, também, já selecione aqueles utensílios e objetos que terão outra finalidade, como venda ou doação.

O recomendado é etiquetar as caixas usando os espaços ou cômodos como referência.

Além disso, lembre-se de descrever o que há em cada lugar para simplificar a organização na casa nova.

 

2 – Tire medidas dos móveis que serão levados

Outro detalhe importante que faz a diferença na organização da mudança é tirar as medidas dos móveis que serão levados.

Saber qual móvel se adapta para cada local da casa evitará dores de cabeça na hora de organizar a disposição dos itens.

Também meça o tamanho das portas e demais entradas do imóvel para saber se será possível passar os móveis com segurança.

 

Você já leu esses?

 

3 – Fotografe cabos e conexões para facilitar a instalação

É comum ter uma grande quantidade de fios e cabos em casa para conectar televisão, computador e outros eletroeletrônicos.

Em meio a tantos aparelhos, é possível que você esqueça o local em que os conectores estavam quando for organizar os itens no imóvel novo.

Para evitar esse problema, uma sugestão é tirar foto desses locais e usá-las quando precisar arrumar os aparelhos.

 

4 – Verifique se não esqueceu de nada

Com a correria da mudança pode acontecer que algum objeto seja esquecido na casa antiga.

Afinal de contas, são tantos detalhes para serem organizados que, muitas vezes, um item é deixado para trás.

Circule por todo o local antes de fechar as portas e sair da casa. Mesmo que seja simples, é importante conferir, pois fazer isso evita que você tenha que voltar somente para buscar um objeto que foi esquecido.

 

5 – Desempacote os objetos aos poucos

mudança residencial

Não tenha pressa para desempacotar os objetos, já que você conseguirá manter uma organização mais eficiente, se isso for feito aos poucos.

Com as caixas etiquetadas fica mais fácil visualizar o que tem em cada uma delas e qual ambiente tem prioridade.

Priorize desempacotar utensílios que precisam ser usados com mais frequência, analisando quais são suas necessidades.

Então, defina quais são as categorias urgentes, como itens da cozinha utilizados diariamente ou objetos pessoais importantes.

Quando esse processo é realizado com calma e organização, é possível colocar tudo em ordem, da maneira como você planejou, sem bagunça ou estresse.

 

 

6 – Conte com a ajuda de uma pessoa de confiança

mudança residencial

O apoio de outras pessoas também é sempre bem-vindo quando o assunto é mudança residencial. Sejam familiares, amigos ou vizinhos, sabemos que contar com auxílio no carregamento e descarregamento de caixas e móveis agiliza a organização da casa.

Nesses momentos, sempre há alguém que está disponível para ajudá-lo. Logo, aceitar esse tipo de ajuda contribui para deixar tudo pronto e organizado o quanto antes, além de reduzir o cansaço e desgaste daqueles que estão se mudando.

Para que uma mudança residencial não se torne uma dor de cabeça para os moradores é importante manter a organização em todas as etapas e fazer um planejamento de acordo com as necessidades e condições da família.

Com isso, você conseguirá fazer uma mudança tranquila, sem problemas ou estresse.

Gostou do conteúdo? Se você ficou com dúvidas ou gostaria de compartilhar alguma dica sobre o assunto, deixe um comentário abaixo!

Comentários
Posts Recentes

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Área de lazer na beira da piscina.Apartamento mobiliado vale a pena?