em Economia, Imobiliária - Tempo de leitura: 3 minutos

Há um momento na vida em que o ambiente externo não mais condiz com os anseios internos, seja no âmbito pessoal ou no âmbito profissional.

E quando se trata de moradia não é diferente: a sensação de dúvida e desconforto se fazem presentes. Será que é hora de trocar de casa? Será que é tempo de investir em uma casa própria melhor ou quem sabe na moradia dos sonhos?

Se essas questões habitam seu cotidiano, esse post é para você. Reunimos alguns sinais preciosos de que já está na hora de trocar de casa. (Re)conheça-os agora:

 

A localização do imóvel toma seu tempo

Em algum momento você escolheu morar onde você reside, motivado por diversos fatores: preço, localização, segurança, etc.
Mas, com o tempo, geralmente,  a rotina dos integrantes da família muda e são necessários ajustes para atender a essas necessidades cotidianas: ir e vir do trabalho; deslocamento para levar as crianças à escola, deslocamento para as compras do mês, entre outras.

Mapa com uma lupa mostrando onde a pessoa vive, e onde pretender viver depois de trocar de casa.

O tempo de deslocamento é um fator importante, pois pode acabar consumindo uma grande parcela do cotidiano.

Se a localização da sua atual moradia lhe tira algumas horas importantes do dia, aquelas que poderiam ser melhor aproveitadas com lazer, conexão com a família ou descanso, esse é um sinal precioso de que é hora de trocar de casa. Afinal, tempo vai além de dinheiro, e é recurso escasso.

 

Desejo por maior qualidade de vida

Assim como no tópico anterior, a prioridade de cada pessoa vai mudando ao longo dos anos. E tudo bem. Se antes, a prioridade para a compra de um imóvel era o custo-benefício.

Hoje, pode ser a qualidade de vida não só sua como da família inteira. Honrar esse desejo é um ótimo motivo para trocar de casa. Se seu bolso permite investir em melhorias no seu cotidiano, faz todo sentido não deixar para depois.

 

Sensação de falta de privacidade

Com o crescimento dos centros urbanos, é comum assistir a uma aglomeração de construções em alguns bairros e regiões.

Prédios são erguidos frente a frente com outros, próximos a casa, dificultando a privacidade nos ambientes internos e de lazer de uma moradia.

Se este é seu caso, investir em uma casa própria que lhe ofereça mais privacidade faz todo sentido.

 

Família cresceu e a casa ficou pequena

E neste caso a família pode crescer por variados motivos: chegada de um bebê, retorno do filho para a casa dos pais ou novo casamento.

Se seu ambiente familiar ganhou novos integrantes e os cômodos do seu imóvel já não são mais suficientes para oferecer conforto, privacidade e atender às necessidades da famílias, este é outro bom motivo para trocar de casa.

Mãe segurando os pés de um bebê. A chegada de integrantes também é um fator que leva a familia a trocar de casa.

Com a chegada de novos integrantes também é um fator que leva a familia repensar a moradia.

O quesito lazer também é variável. Se antes uma casa sem piscina ou playground, por exemplo, contemplavam a diversão dos seus moradores, hoje, pode não fazer mais sentido com a chegada das crianças. Pense bem se a sua moradia está realmente atendendo com maestria a necessidade de todos.

 

Insegurança no entorno

A região onde está seu imóvel pode ter caído no quesito segurança com o passar dos anos. E, se no seu dia a dia, a localização da sua casa o impede ou dificulta a realização de atividades corriqueiras, é hora de reavaliar a troca de imóvel. Poder fazer o que deseja com autonomia e segurança contribui para a sensação de bem-estar.

Imóvel está desgastado

Depois de certo tempo, todo imóvel começa a apresentar sintomas de desgaste: infiltrações, pintura deteriorada, móveis quebrados, etc.

Embora uma boa reforma seja capaz de consertar todos os problemas, fica a sensação de necessidade de renovação dos ambientes. E esse também é um importante sinal de que é hora de trocar de casa.

Homem fazendo reforma que receberá uma família que acabou de trocar de casa.

Mesmo que uma reforma possa deixar a casa de cara nova, o imóvel pode já não atender as necessidades da família.

Agora que você já sabe quais são os principais sinais que antecipam o momento certo de trocar de casa, fica o convite para percebê-los no seu dia a dia. Ninguém saberá melhor tomar essa decisão, senão você.

Agora conta para gente, deixando seu comentário neste post: quais desses sinais você já apresentou?

Comentários
Recommended Posts
OPORTUNIDADES DE NEGÓCIO?
Bons negócios começam com uma boa conversa. O que você procura?
RESIDENCIALCOMERCIALINVESTIR

Comece a digitar e pressione Enter para pesquisar

Casal posando para a foto junto a corretora de imóveis, logo após comprarem seu apartamento e saírem do aluguel.